Como gerar o CSC da NFCe para seu estado?

O Código de Segurança do Contribuinte – CSC é um código alfanumérico de segurança usado para gerar o QRCODE da NFCe, exclusivo do contribuinte e gerado pela SEFAZ, usado para garantir a autoria e a autenticidade do DANFE NFC-e pela empresa usuária.

Obs: Para acessar os sites da sua SEFAZ Clique sobre o nome do estado.

Acre (AC):

Antes de obter o CSC, é necessário efetuar o credenciamento presencial mediante os documentos descritos aqui. Após, é possível acessar o site Sefaz Online e emitir o CSC no menu “NFC-e”.

Alagoas (AL):

Antes de obter o CSC, é preciso efetuar o credenciamento (veja como fazer). Após, o CSC é solicitado presencialmente na Diretoria de Cadastro.

Amapá (AP): 

Antes de obter o CSC, é preciso solicitar o credenciamento como emitente de NFC-e através no Sistema de Administração Tributária Estadual – SATE, mediante seu login e senha, no menu “Credenciamento”. O contribuinte poderá consultar a liberação do Credenciamento através da função “Consultar Credenciamento NFC-e”.

Após liberação, fazer login no sistema SATE e solicitar o CSC no menu “Gerar CSC”.

Amazonas (AM):

A SEFAZ/AM dispensou a necessidade de credenciamento prévio para obtenção do CSC e, consequentemente, para a emissão de NFC-e, conforme justificativa exposta aqui. Por isso, a emissão do CSC é mais simplificada.

Clique aqui para emitir o CSC de homologação e clique aqui para emitir o CSC de produção.

Bahia (BA): 

A SEFAZ/BA não exige credenciamento prévio para emissão dos CSC (homologação e produção). O CSC poderá ser emitido clicando aqui e selecionando a opção “Solicitar/inutilizar CSC”.

Ceará (CE):

Procedimento não divulgado no site da SEFAZ. Por enquanto, a SEFAZ/CE está disponibilizando apenas emissão de NFC-e de teste. Ainda não há previsão definida para o início das emissões com validade jurídica.

Distrito Federal (DF):

Para obter o CSC é necessário efetuar o credenciamento neste site. Em até um dia útil após o credenciamento, a empresa estará liberada para autorizar seus documentos fiscais tanto no ambiente de homologação (testes) quanto no ambiente de produção (com validade jurídica).

O procedimento específico de geração do CSC não é divulgado no site da SEFAZ/DF.

Goiás (GO):

Antes de obter o CSC, acesse este site e clique no botão “Credenciamento NF-e” à direita da tela. O site identificará o seu certificado digital NF-e A1 e seguirá com o procedimento normal.

Após, emita o CSC clicando neste link e escolha a opção de CSC de produção e/ou homologação.

Maranhão (MA):

É necessário fazer o credenciamento para emissão de NFC-e por meio do SEFAZNET (sistema de autoatendimento). O contribuinte informará a Inscrição Estadual que deseja credenciar e será credenciado de forma automática para os ambiente de produção e homologação.

No mesmo sistema citado acima será possível gerar o CSC.

Mato Grosso (MT):

A SEFAZ/MT dispensou a necessidade do credenciamento prévio para emissão da NFC-e. Sendo assim, basta clicar aqui para emitir o CSC de homologação (ambiente de testes). Para emitir o CSC de produção (com validade jurídica), siga este passo a passo.

Mato Grosso do Sul (MS):

Procedimento não divulgado no site da SEFAZ.

Pará (PA):

É possível gerar o CSC no site da SEFAZ (nfce.sefa.pa.gov.br) seguindo os passos deste manual.


Paraíba (PB):

É necessário efetuar o credenciamento para emissão de NFC-e, o que é feito neste site. Após, é possível emitir o CSC de homologação e produção clicando aqui.

Em ambos os casos o acesso é restrito e pode ser feito por login e senha ou via certificado digital.

 

Paraná (PR):

A geração do CSC está disponível no Portal RECEITA/PR, Serviço: Menu DF-e /NFC-e / CSC / Controle.

Pernambuco (PE)

Procedimento não divulgado no site da SEFAZ.

Piauí (PI)

Fazer manifestação de interesse formalizada exclusivamente através de e-mail encaminhado para o seguinte endereço: [email protected]

Rio de Janeiro (RJ)

Acessar o Portal NFC-e (www.fazenda.rj.gov.br/nfce) na opção “Manutenção CSC.

Rio Grande do Norte (RN)

Para emitir NFC-e também é necessário obter o Credenciamento específico junto à Secretaria de Tributação (SET/RN). Ressalte-se que neste primeiro momento, somente será concedida autorização para emissão da NFC-e a empresas participantes do Projeto-piloto no Estado.

Rio Grande do Sul (RS)

A) Acessar o endereço da SEFAZ-RS clicando aqui.
B) Clicar no Clicar na opção Manutenção de CSC e fazer login;
C) Clicar em meus Serviços;
D) Acessar o menu Nota Fiscal de Consumidor Eletrônico, após, clicar em Manutenção de CSC;

Rondônia (RO)

O Código CSC deverá ser obtido por meio de acesso ao Portal do Contribuinte (portalcontribuinte.sefin.ro.gov.br) no item “Manipular CSC”

Roraima (RR)

Obtenha seu Código de Segurança (CSC) no menu LOGIN no site https://www.sefaz.rr.gov.br/nfce_site/

São Paulo (SP): 

Antes de obter o CSC, é necessário efetuar os credenciamentos para emissão em ambiente de teste e com validade jurídica. O credenciamento é feito neste site, no menu “Credenciamento”.

O CSC é obtido neste mesmo site, no menu “Gerenciar Cód. Segurança”. Neste menu você emitirá tanto o CSC de homologação (ambiente de testes) quanto o de produção (com validade jurídica), sendo que este último somente poderá ser emitido após a ativação e vinculação do equipamento SAT.

Sergipe (SE):

A) Para realização de testes no ambiente de homologação, o CSC poderá ser gerado pelo próprio contribuinte, no Portal da NFC-e – www.nfce.se.gov.br, não sendo necessário solicitar junto a SEFAZ.

B) Para o ambiente de produção, o código CSC pode ser gerado pelo próprio contribuinte em seu portal na página da SEFAZ utilizando o menu da NFC-e disponível na ferramenta e com o uso do Certificado Digital da empresa.

Tocantins (TO):

Procedimento não divulgado no site da SEFAZ.

Avalie este Artigo
Positive SSL